WRY anuncia novo álbum com single “Sem Medo de Mudar”

Grupo presente no cenário indie rock brasileiro há mais de duas décadas, WRY prepara os caminhos para seu oitavo álbum de eastúdio e o primeiro totalmente em português. O lançamento do selo Before Sunrise Records é antecipado pelo single “Sem Medo de Mudar”, uma poderosa declaração de evolução constante, mesmo diante do caos.

Ouça “Sem Medo de Mudar”: https://ditto.fm/sem-medo-de-mudar 

“Sem Medo de Mudar” fala em reerguer-se apesar do peso do mundo nas costas. Com instrumentações mais oxigenadas, a música dialoga com o momento de tensões políticas e incertezas. Com uma sonoridade breve e pop, o som feroz e melódico mostra uma faceta mais acessível da sonoridade da banda.

O WRY, que já frequentou palcos pelo Brasil todo, além de turnês por Portugal, Espanha e Inglaterra, está em plena atividade – o próximo disco, que terá 11 faixas, é o terceiro lançamento em três anos. Em 2020 lançaram o disco “Noites Infinitas”, o qual entrou em dezenas de listas de melhores do ano, top 10 de programas de rádios brasileiras e norte-americanas e levou o prêmio Dynamite de Melhor Lançamento Indie de 2020. E em 2021 gravaram e lançaram o disco “Reviver”, uma coletânea de faixas que nunca entraram na sua discografia e que estavam até então inéditas nas plataformas digitais; “Reviver” também entrou em diversas listas de melhores do ano passado.

Esses últimos discos vieram para somar à trajetória do WRY, banda atuante na cena nacional e que já viveu em Londres, onde tocou com The Subways, The Cribs, Ash e The Joy Formidable. Também trabalhou com Tim Wheeler (Ash) e Gordon Raphael (The Strokes). No Brasil, tocaram com diversas bandas importantes como Make Up, Superchunk, Ira!, Inocentes, Jota Quest e Júpiter Maçã. Passaram por festivais como o Bananada, Goiânia Noise, Locomotiva, Lobotomia, Coquetel Molotov, Woodgothic e o espanhol Primavera Sound.

O próximo álbum se unirá à discografia iniciada em 1998, com o lançamento de “Direct”. De lá para cá, vieram ainda “Heart-Experience” (2000), “Flames in the Head” (2005), “She Science” (2009), “National Indie Hits” (2010) e os recentes “Noites Infinitas” (2000) e “Reviver” (2021). Agora, WRY está pronto para novas experiências, começando pelo título e sonoridade marcantes de “Sem Medo de Mudar”. O single chega às principais plataformas de música.

WRY - Sem medo de mudar

 

Ficha técnica

Voz, sintetizador e guitarra: Mario Bross

Guitarra: Lu Marcello

Baixo e backing vocal: William Leonotti

Bateria: Italo Ribeiro

Produzido por Mario Bross e João Antunes. Gravado no estúdio Deaf Haus, em Sorocaba, Brasil, por João Antunes e Luciano Marcello. Assistente de estúdio e gravação, William Leonotti. Mixado e masterizado por João Antunes. 

Letra

Cruzei a linha da morte

Eu sabia que isso ia acontecer

Vou parar de me culpar, porque 

Das noites frias eu quero esquecer  

Havia solidão

Despedidas já me faziam mal

Seu sorriso me fez voltar a ser

Um aliado

Lembre-se, meu amor

Sou tão humano quanto você

Eu junto os cacos que estão no chão

Estou lutando

Sem medo de mudar

Eu tenho companhia 

Numa Era de muita euforia 

Estou andando pela escuridão 

A procura de uma solução

Será uma nova história

Com as armas que tenho nas mãos

É uma só a sã desilusão 

São os extremos da nossa tensão      

Lembre-se, meu amor

Sou tão humano quanto você

Eu junto os cacos que estão no chão

Estou lutando

Sem medo de mudar

Eu tiro os pés do chão

Pra conseguir abrir as portas

Das entranhas das lamentações

Que me prendem e me fazem sofrer 

Lembre-se, meu amor

Sou tão humano quanto você

Eu junto os cacos que estão no chão

Estou lutando

Sem medo de mudar

Sem medo de mudar

Quer conhecer mais? Visite a Cabana Da Música. Siga nosso conteúdo no Instagram e no Twitter.

%d blogueiros gostam disto: