Trio Zaravi apresenta show “A Viola Caipira” em Cosmópolis

O espetáculo acontece no Auditório 15 de Outubro e terá entrada gratuita

Trazendo a essência da alma brasileira e a sua diversidade através da música instrumental, o Trio Zaravi se apresenta neste sábado, dia 12 de novembro, na cidade de Cosmópolis, dentro do projeto “A Viola Caipira e suas possibilidades”. A apresentação que acontece no Auditório 15 de outubro, e terá entrada gratuita, apresentará composições e arranjos que combinam rusticidade e requinte.

Com Dalga Larrondo no zarb e percussão, Bruno Menegatti nas rabecas e Thiago Rossi na viola, o Trio Zaravi transporta o ouvinte a uma experiência atemporal, ilustrativa de uma cultura viva e seu rico processo de transformação, com o repertório destacam compositores brasileiros contemporâneos como Almir Sater, Levi Ramiro, Anderson Baptista, Zé Gramani, entre outros.

Mais dois shows já estão marcados. No dia 19 de novembro acontece o segundo show em Cosmópolis e no dia 1º de dezembro, será a vez da cidade mineira de Guaxupé receber o Trio Zaravi.

A Viola Caipira e suas possibilidade

A viola caipira, um instrumento brasileiro, marcado pela representatividade em manifestações populares e transmissão de conhecimento através da oralidade, vem ao longo dos tempos ganhando novos espaços e cenários no país. Desde 2005, a viola está na Academia, com a criação do primeiro curso de música, com bacharelado em viola caipira, pela USP (Universidade de São Paulo). Diante deste cenário, esse instrumento passa a transitar em diversas manifestações e segmentos musicais diferentes. Ao mesmo tempo em que o instrumento vem conquistando novos horizontes, não se pode negar as raízes.

Segundo o violeiro Thiago Rossi, tocar um instrumento pode ser algo que fortalece as pessoas, nas suas identidades, amplia repertório de vida, desenvolve competências numa fase de construção de identidade. “Acreditamos que o domínio de um instrumento musical, é mais completo quando o foco do ensino é voltado às tradições inicialmente. Valorizando e utilizando técnicas e repertórios tradicionais, só faz aumentar a possibilidade de criação do novo. Se conectar às origens para então traçar novos caminhos”, afirma.

Mais que uma série de shows, o projeto, que tem o incentivo federal, através do Ministério do Turismo, oferece aulas de viola na Escola Municipal de Música de Cosmópolis, Villa Musical, em parceria com a secretaria de educação e patrocínio da Stoller do Brasil.

Trio Zaravi

Nos últimos anos o trio tem participado de inúmeros projetos, entre formação solo ou em colaboração com outros artistas, a exemplo de Gabriel Sater, João Paulo Amaral e Ricardo Matsuda. Dalga Larrondo, Bruno Menegatti e Thiago Rossi estão envolvidos diretamente com a educação, onde imprimem um viés educativo ao trabalho, o que possibilitou a participação em projetos com a Orquestra de Violas das Oficinas de Música Caipira de Joaquim Egídio, com a Cia de Dança de Campinas no projeto Dança e Cidadania, e em oficinas musicais com o Projeto Primeira Nota em Campinas. Atualmente encontra-se no processo de finalização de seu primeiro CD.

%d blogueiros gostam disto: