LISTA: Bandas de metal que precisam estourar no Brasil em 2021

Aqui citamos algumas bandas de metal que merecem a atenção do povo brasileiro em 2021

Por mais que muitas vezes pareça batido, o metal vem sendo renovado e expandido por diversas bandas que merecem a nossa atenção. Algumas já estouraram na gringa, enquanto outras vêm tendo um crescimento mais gradual, porém em ambos os casos não são tão faladas no Brasil. Muito disso se dá pela falta de novidades do gênero nas estações de rádio brasileiras e nos grandes festivais do país. Aqui, não necessariamente serão listadas bandas totalmente desconhecidas, mas aquelas que poderiam ter um público brasileiro tão grande quanto o estrangeiro e que poderiam ocupar espaços equivalentes aos que ocupam em outros países.

Algumas bandas atuais grandes já passaram por renomados festivais no país, como o A Day To Remember e o Bring Me The Horizon no Lollapalooza (calma, já chegaremos lá). Porém, no Rock In Rio novidades têm estado em falta. O line up principal anda batido, com alguns diferenciais como Gojira e Mastodon (que não são bandas recentes), mas que não retornaram em novas edições. Enquanto isso, bandas como Metallica e Iron Maiden sempre marcam presença no festival carioca (até demais). As “novidades” do metal acabam ficando para o Palco Sunset (por exemplo Korn, Halestorm e Nightwish, que são bandas que cabeceiam festivais na gringa e já têm anos de estrada). 

Alguns podem se perguntar porque o Bring Me The Horizon foi citado acima, mas simplesmente não dá para negar a influência gigante da banda na cena do rock e do metal atual. O BMTH começou como uma banda de deathcore que veio alterando, moldando e modernizando o seu som, passando pelo metalcore (principalmente no Sempiternal, de 2013) e trazendo o gênero de volta ao mainstream, quando misturado com rock de arena (como em That’s The Spirit, de 2015). Por mais que em amo (2019) o grupo tenha incorporado diversos elementos pop e eletrônicos à sua sonoridade, seguindo o caminho iniciado pelo disco anterior, isso não os impediu de lançar um EP experimental no mesmo ano, e nem de voltar ao som mais pesado em 2020 com o EP POST HUMAN: SURVIVAL HORROR. No trabalho, a banda mistura metalcore com hardcore, eletrônico, pop e nu-metal, trazendo parcerias interessantes como Yungblud, BABYMETAL e Nova Twins. Por conta de todos estes aspectos, o BMTH é influência para diversas bandas, incluindo as mais ambiciosas que desejam chegar a grandes arenas. 

Bad Omens

Um exemplo dessas bandas é o Bad Omens, um grupo americano extremamente influenciado pela era Sempiternal do Bring Me, nos intrumentais e principalmente nos vocais. É uma banda que vem crescendo mundo afora e que merecia um espaço em festivais como o Knotfest ou até mesmo no Lolla aqui no Brasil. Os vocais de Noah alternam muito bem entre a agressividade dos fry screams e a melodia dos refrãos. O Bad Omens caminha desde faixas muito pesadas como “Dethrone”, até as mais radiofônicas como “Limits”, podendo agradar a diversos públicos.

I Prevail

Outra banda que merece mais atenção dos brasileiros é o I Prevail, que trouxe um dos melhores discos de 2019, com TRAUMA. A faixa de abertura, “Bow Down”, é um soco no estômago, pesada na medida e com um refrão que não sai da cabeça. Eles trazem o coração do metalcore mais atualizado, com influências do rap, do pop e do rock e têm muito potencial para alcançar grandes festivais. Inclusive, a faixa “Bow Down” foi indicada ao Grammy de melhor performance de metal e o TRAUMA foi indicado a melhor disco de rock, voltando a trazer reconhecimento ao gênero do metalcore

Beartooth

Um grupo que lá fora já domina arenas e aqui no Brasil poderia ter uma fanbase de igual tamanho é o Beartooth, que traz elementos do hardcore, punk, hard rock e até metalcore. Seu último disco, Disease (2019), entrou em diversas listas de melhores do ano. É uma das bandas que já conquista multidões pelo globo e que poderia muito bem tocar no Palco Sunset do Rock In Rio, o que seria uma ótima oportunidade para o público brasileiro conhecer o trabalho dos caras.

Polaris

O Polaris é uma banda que veio ganhando notoriedade no ano de 2020 por conta do seu excelente disco The Death Of Me. Neste trabalho, Polaris traz o melhor do metalcore, com muita emoção, refrãos chiclete, riffs e breakdowns marcantes. O grupo traz um instrumental complexo, faixas surpreendentes e uma excelente dinâmica entre os dois vocalistas. Ficam destaques para as músicas “Pray For Rain“, “Hypermania“, “Masochist“, “Landmine” e “Vagabond“. Realmente é uma banda que merecia um espaço no Knotfest 2021.

Motionless In White

O Motionless In White é uma banda de metalcore de Scranton, Pensilvânia, conhecida entre os brasileiros amantes do gênero. O grupo possui uma legião de fãs mundo afora, porém no Brasil ainda é um nicho mais restrito que acompanha o trabalho do MIW. O Motionless já teve duas passagens pelo país em pequenas casas de show, em 2013 e 2015, sendo a primeira abrindo para o Asking Alexandria. Atualmente, o grupo passa por grandes locações, porém aqui não encheria muito mais do que já encheu em 2015. Um dos fatores que pode contribuir para a falta de suas músicas nas rádios brazucas, sendo que muitas das suas faixas mais recentes poderiam fazer sucesso em estações de rock, como por exemplo “Voices“, “Holding On To Smoke“, “Another Life” e “Brand New Numb“. Nos EUA, principalmente, os singles estavam muito presentes em rádios de metal e rock, como na Octane. O Motionless In White faz um metalcore de respeito, com influências de Rammstein, Marilyn Manson, Rob Zombie e Bleeding Through. Seu último disco, Disguise (2019) foi uma excelente adição à carreira da banda, incorporando elementos do rock radiofônico, do horror punk  e do metalcore, fazendo o MIW um excelente candidato ao line up do Knotfest 2021.

Spiritbox

O Spiritbox é uma banda canadense de prog metal/metalcore que vem trazendo uma nova pegada ao gênero, com influências como Jinjer, Deftones e Tesseract. O trio liderado por Courtney LaPlante traz um groove diferenciado, riffs complexos e uma produção de primeira. A alternância dos vocais de Courtney entre os fry screams e os melódicos traz uma intensidade surpreendente às faixas, sendo ela agressiva ou emotiva. A banda ainda não lançou discos completos, mas tem um EP autointitulado e diversos singles. Entre eles, merecem destaque “Holy Roller”, “Constance”, “Rule Of Nines” e “Blessed Be“. Vale pontuar o capricho dos clipes, que trazem diversas referências do terror, como os filmes Midsommar: O Mal Não Espera A Noite (2019), A Bruxa de Blair (1999) e Carrie, A Estranha (1976).

Eskimo Callboy

Uma das melhores descobertas de 2020 foi o Eskimo Callboy, banda alemã de metalcore/trancecore/comedy rock, que lançou um dos singles mais divertidos do ano passado, “Hypa Hypa“. O grupo vem trabalhando com o efeito meme, trazendo um tom mais descontraído com letras e videoclipes engraçados e satíricos. O Eskimo cita influências como Asking Alexandria e Attack Attack!, tais bem presentes na sonoridade da banda. “Hypa Hypa” traz um clipe com o máximo do esteriótipo dos anos 80, com direito corte mullet, muito neon e até mesmo dança do Fortnite.

Crystal Lake

O Crystal Lake é uma banda de metalcore japonesa que já conta com 5 álbuns de estúdio, tendo apenas 3 disponíveis no Spotify. O grupo traz elementos do deathcore, prog metal e nu-metal associados ao metalcore. Alguns destaques são as faixas “Watch Me Burn“, “Disobey” e “Apollo“. Crystal Lake é pesado, com instrumentais bem executados, excelentes fry screams e melodias memoráveis. Vale a pena conferir.

 

Faltou alguma banda? Conta pra gente na aba de indicações no Discord.

Confira mais notícias na Cabana da Música.

Acompanhe as nossas postagens no Twitter e Instagram.

%d blogueiros gostam disto: