Guto Brant lança o clipe em animação de “Um Sopro”

O cantor e compositor Guto Brant lança, nesta quinta-feira, o clipe de “Um Sopro”, música do EP “Pombália”, sobre a vida de excessos e de falta de tempo sempre à espera da sonhada revolução, que nunca chega.

Guto Brant

Guto Brant lança clipe de “Um Sopro” | Foto: Júlia Maia

“Quiero el sueño de la revolución”, vislumbra o cantautor mineiro Guto Brant no verso que encerra “Um Sopro”, single que abriu alas para a chegada de seu segundo EP, “Pombália”, em julho último, nas plataformas digitais. A música agora ganha um clipe de animação que será lançado no YouTube do artista no dia 23 de setembro.

“Trampo demais pra poder pagar coisas demais que eu nem sei usar direito / trampo demais / tempo demais / penso demais pra poder falar mas falo demais sem sequer pensar direto”, diz a letra, embalada por um clima retrô, que denuncia a incompatibilidade da vida humana com a sua natureza essencial — temática recorrente no EP — e alerta para a necessidade de uma revolução efetiva dos modos de viver.

“‘Um Sopro’ é uma música sobre a implacabilidade do tempo e nossa estúpida insistência em viver em função dos excessos”, explica Brant. “É uma canção autorreflexiva (e autocrítica) que evoca a onipresença do pensamento revolucionário em um cenário contraditório: estamos sedados mas raivosos”, complementa o artista, que encomendou o clipe em janeiro, logo após o lançamento da canção, a Andrei Oliveira e Vitor Meuren, da DOIDERA.TV.

Um sopro de animação

Era o auge da pandemia, e cada um se encontrava em um lugar diferente: Andrei em Salvador, Vitor em Londres e Guto em Belo Horizonte. “Seria a nossa primeira experiência trabalhando com ilustração e animação juntos, em algo profissional. Até então o Doidera.tv era só um projeto pessoal sem grandes expectativas. Aceitamos na hora, muito empolgados”, conta Vitor.

Guto Brant Um sopro

Animação produzida à distância dá plasticidade ao humor trágico dos versos de Guto Brant.

A ideia da repetição de tarefas e da prisão ao trabalho diário foi uma raquetada na cara da dupla, que se engasgava com um tijolo na garganta. “Estamos à deriva, presos em uma rotina preventiva e sem controle da situação. Enquanto isso, a gente bebe do suco de uma revolução que não acontece, mas se vende constantemente. Toda essa ideia da música fazia muito sentido para todos nós”, completa Andrei.

“Sinto que o vídeo traduz muito bem a narrativa da canção, desenhando (literalmente) a vida de ‘excesso e cansaço’ que ela denuncia, sem deixar de delinear de maneira sagaz o humor trágico que se esconde por trás dos versos”, diz Guto, satisfeito com o resultado, repleto de detalhes e surpresinhas – os chamados Easter Eggs.

Criado e realizado em tempo recorde, o corte final ficou pronto em abril. Porém, ainda atordoados por momentos de muita tristeza, os três preferiram respeitar um espaço maior de tempo. Por isso, o clipe chega agora em setembro, soprando com fôlego novo a canção que aponta a estranha semelhança entre os desafios que ciclicamente voltam a assombrar as gerações.

Guto Brant: EP “Pombália” | Instagram | YouTube | Selo ACABA

Quer conhecer mais? Visite a Cabana Da Música. Siga nosso conteúdo no Instagram e no Twitter.

%d blogueiros gostam disto: