Funk consciente: Vino L. retrata tráfico e ostentação em novo single

Roupas de marca, carros, drogas e ostentação. É assim que o universo do crime diariamente alicia os jovens no subúrbio brasileiro. Garotos que buscam o sucesso rápido, mas acabam mortos ou atrás das grades. É sobre essa triste realidade que o rapper carioca Vino L. canta no single AK-47

Ouça AK-47 via Spotify

A letra retrata a forma como o tráfico de drogas pode iludir, ludibriar e destruir os sonhos e anseios dos adolescentes nas comunidades. A melodia, por outro lado, é guiada por uma batida de funk que se remete tanto a Furacão 2000, quanto aos artistas mais contemporâneos, tais como MC Leozinho da ZS e MC Hariel. 

Para conceber a faixa, Vino L. ainda se inspirou em Criolo e MV Bill. A produção musical é assinada por André Menegazzo. O cantor conta que a história de AK-47 é fictícia, mas inspirada na dura realidade que a desigualdade social impõe aos jovens periféricos. 

“Eu vim do subúrbio carioca. Fui criado em Bangu, na Zona Oeste do Rio.  E infelizmente, vi esse enredo se repetir várias vezes, atingindo inclusive pessoas conhecidas minhas e dos meus irmãos. É um caminho fácil, mas curto para quem resolve seguir nele. E é sobre isso que eu canto nesta música”, frisou. 

Em atividade desde meados dos anos 90, Vino L. atualmente reside em Maceió, Alagoas. Anteriormente neste ano, lançou as músicas Belinha, Longe Demais e Tesão. O artista ainda se inspira no pop, na black music e no trap. 

 

%d blogueiros gostam disto: