Cabana apresenta: The Frights

A banda que canta as melhores fases de nossas vidas

De San Diego, Califórnia direto para suas playlists, a Cabana Da Música apresenta: The Frights. A banda que vai fazer você viajar no tempo usando apenas seus fones de ouvido. Com influencias diversas e uma sonoridade abrangente, The Frights canta as diversas fases da vida de uma maneira divertida e inteligente.

The FrigthsFormada inicialmente por Mickey Carnevale, Richard Dotson e Adam Lomnitzer, a banda californiana surgiu como um passatempo divertido entre os amigos que tinham um gosto musical bem parecido e gostavam de fazer um som juntos. Influenciados por nomes como: FIDLAR, Sublime, Weezer e Green Day que tem em comum letras irreverentes e leves que conquistavam principalmente os jovens, a banda que até então estava na escola, seguiu um caminho bem parecido. Fazendo músicas que contavam o cotidiano de um adolescente que tinha problemas com os pais, com a escola e com o amor somadas a um beach punk e garege rock.

Pouco tempo após as primeiras apresentações ao vivo da banda, os integrantes tiveram que se despedir dos palcos para enfrentar uma nova fase da vida: a Faculdade. Mas, pra nossa sorte, em 2012 a banda voltou a reunir-se nos palcos e no mesmo ano gravou seu primeiro Ep duplo intitulado DeathFrights. Desde então a gama de fãs da banda aumentou e em 2016, após a saída do baterista Adam que foi substituído pelo atual baterista Marc Finn, a banda assinou com o selo DangerBird Records e lançou seu segundo álbum de estúdio You Are Going To Hate This, produzido por Zac Carper, vocalista da FIDLAR.

Desde então a banda permaneceu nos palcos cativando cada vez mais fãs por onde passava, seja por seu carisma ou pelas letras que contavam uma realidade enfrentada por muitos de seus fieis ouvintes. Mas, como para todos nós, o tempo passou. Mais maduros e enfrentando diferentes dilemas que já não eram mais os enfrentados por eles na adolescência, a banda resolveu mudar um pouco o rumo de suas letras e até mesmo de sua sonoridade e em 2018, eles retornaram com seu terceiro álbum de trabalho, Hypochondriac,  que agora trazia uma sonoridade muito mais madura que flertava com o pop punk e até mesmo com o post punk como nos singles CRUTH e Over It.

Após algum tempo na estrada  divulgando o lançamento do Hypochondriac, a banda resolveu focar suas energias em um projeto bastante diferente do anterior, e no ano passado o grupo lançou seu quarto álbum chamado Every Thing Seems Like Yesterday. Com uma sonoridade que vai do country ao folk rock, a banda mais uma vez prova que consegue manter a qualidade independente do que eles escolhem explorar, junto com o álbum vieram mudanças no visual e na maneira de escrever músicas, agora na faixa dos 25 anos, os integrantes apostaram em uma estética mais intimista e talvez até um pouco mais “adulta”.

A capacidade da banda de adaptar-se a diferentes fases sem dúvidas é um dos muitos fatores que nos fazem querer estar sempre por dentro das novidades futuras que a The Frights ainda tem a nos presentear. Com certeza é uma banda com potencial de torna-se uma de suas preferidas!

Quer conhecer mais? Visite a Cabana Da Música. Siga nosso conteúdo no Instagram e no Twitter.

 

%d blogueiros gostam disto: