Benjamim Saga lança o documentário e making of de ‘Mar e Pólvora’

Mar e Pólvora conta a história do torpedeamento à costa sergipana por um submarino alemão em 1942

Reprodução

Os hiperprodutivos do Benjamim Saga não param! O projeto de Dejair Benjamim (da clássica banda de heavy metal Tchandala) lançou neste mês de janeiro o documentário e making of do single ‘Mar e Pólvora’.

A música, baseada nos ataques do Submarino U-507 ao litoral sergipano em 1942, durante a 2ª Guerra Mundial, foi lançada em outubro de 2021 e é uma parceria com grandes nomes do rock sergipano.

Confira o documentário aqui: https://youtu.be/FYjbCWyo-oQ.

Dejair conta que a ideia de criar uma música para o fato histórico surgiu há muitos anos, quando ouviu sobre ele pela primeira vez.

“Tiveram vários torpedeamentos na costa nordestina e na costa sergipana foram atacados três embarcações comerciais, onde tinham mulheres, crianças e foi um massacre. Tem diversas versões da causa do torpedeamento e eu sempre quis contar um pouco a história da gente, do povo sergipano. E eu estava procurando pessoas que soubessem da história.”

O “Documentário e Making Off – Mar e Pólvora” tem 47 minutos de duração, com o fato contado por historiadores, e a participação dos músicos convidados para o single e Dona Maria Andrea de Almeida, uma sobrevivente do torpedeamento.

Foi durante uma dessas pesquisas que Dejair encontrou Maria Andrea. Ela nasceu em Aracajú, capital de Sergipe, em 9 de julho de 1934, e foi enviada pela bisavó em uma embarcação (Aragipe) ainda criança para Ilhéus, cidade do interior da Bahia, para ser criada pelos tios Uagir e Bernadete.

Maria Andrea viajou sob os cuidados do comandante Manoel Balbino aos 8 anos de idade.

“Na viagem, o país estava em guerra, e em um momento tocavam os sinos do navio, todo mundo correndo e colocando coletes salva vida. E o senhor Balbino, que era o meu responsável, também colocou o colete em mim e me colocou no colo. Eu muito criança não entendia o que era aquilo, mas percebi todo mundo olhando o mar e vi no oceano um ‘telescópio’, que na época eu não sabia o que era. De repente foi cessando o alvoroço, as pessoas foram se acalmando e logo depois chegamos em Ilhéus. Anos depois, foi relatado num livro de João Baroni, que foi um submarino… Eles [tripulação do submarino] acharam a embarcação muito pequena e sem valor e não torpedeou e seguiu adiante.. mas em Valença (Bahia), torpedeou um navio grande onde o Aragipe (navio) salvou muita gente. Mais de cem pessoas foram salvas pela nossa embarcação.”

História

A professora Raquel Anne, mestre e doutoranda pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, e uma das entrevistadas do documentário esclarece o fato histórico.

“Durante a segunda guerra mundial, houveram torpedeamentos na costa sergipana em agosto de 1942, a cinco navios mercantes pelo submarino alemão U507, que causou a morte de mais de 600 pessoas. O submarino era comandado por Harro Schacht, e sua ação tinha como o objetivo impedir o abastecimento de aliados na guerra de Tonelagem.”

Mar e Pólvora – Benjamim Saga

A ideia principal do Benjamim Saga é fazer relatos históricos, principalmente de Sergipe, e fazer parcerias com outros músicos e outras bandas e somar, testar novos sons.

Há muitos anos o vocalista e idealizador do projeto, Dejair Benjamim tem esse desejo, mas acredita que as pessoas não compravam a ideia da música.

“Desde o disco Fear of Time’, da Tchandala, eu tive vontade de fazer uma jam com grandes nomes locais, mas não deu certo. Talvez as pessoas não acreditaram muito na minha ideia maluca. Mas pro Benjamim Saga eu tenho essa liberdade de trabalhar com os mais diversos estilos e artistas que somam as experiências, conhecimentos e experimentos sonoros e musicais. E aí foi a minha oportunidade de chamar grandes figuras da cena local daqui de Sergipe.”

“Foi um trabalho com um resultado surpreendente. Era o que a gente imaginava, pela fusão, já tínhamos uma ideia do que viria. Mas o resultado superou toda a expectativa que a gente tinha. Foi uma experiência muito massa tá com essa galera desenvolvendo. E o mais importante disso tudo para mim, que é uma ideia que já vem de muito tempo, às vezes parece uma ideia utópica de unir, de juntar e fazer uma vitrine da música sergipana. Então pra mim é uma realização ter esses artistas de peso e isso vai ficar para a história. ‘Mar e Pólvora nos deu a oportunidade de relatar essa história para que as pessoas conheçam um pouco da história sergipana”, finaliza o vocalista

O single Mar e Pólvora do Benjamim Saga, conta com a participação dos ícones do rock sergipano Silvio Campos do Karne Krua, Rafael Junior e Fabio Oliveira da Snooze, Julico da The Baggios e Harrison Arruda da Mr. Skull, está disponível em todas as plataformas digitais e também no formato lyric video no canal da Tchandala.

Ouça aqui: https://rebrand.ly/MarEPolvora.

Lyric vídeo: https://youtu.be/-eLP2eA0HSc.

%d blogueiros gostam disto: