Amor, fragilidade e solidão inspiram EP de estreia de Gio Vieira

“Para amar com plenitude, é preciso assumir a fragilidade e a insegurança”. Este é o tema do EP de estreia do cantor e compositor paulista, Gio Vieira. Intitulado Pra falar de Amor preciso falar de Solidão, o mini-álbum  alia a melancolia à sonoridade pop enquanto se remete à musicalidade de artistas como Phil Veras, Tiago Iorc e Bola.

Ouça o mini-álbum via Streaming

O EP conta com seis canções e é intrínseco à medida que reflete sobre a aceitação e sobre a solitude que antecede o encontro a um novo amor. O repertório é constituído pelas canções Eu não sei quem é você, Foi, Corpo e Alma, 6am, Quando você vem? e Se é pra falar de solidão. O trabalho foi gravado de forma integralmente autoral, tendo em vista que Gio Vieira gravou todo o instrumental, além das linhas voz. O artista ainda assina a composição de todas as faixas. No entanto, para a mixagem e masterização, convidou Bruno Pelloni (Cabana Jack e C.alma) Segundo Gio, o EP “Pra falar de Amor preciso falar de Solidão” é embalado pela forma com que os seres humanos se relacionam. “Falo de amores nascidos e findados. Então esse EP traz um pequeno recorte daquele processo, que quase todo mundo passa. Da solidão, para a aceitação, que ainda atravessa o conformismo antes de encontrar um novo amor.  Vejo que as músicas são divididas dessa forma”. Gio Vieira é um veterano da noite, atuando desde meados de 1998. No entanto, apenas em 2019 divulgou o single Dezembro, dando início ao seu projeto solo. Anteriormente em 2021, o artista ainda divulgou os singles Dois Mundos e Tudo o que eu pensei.
%d blogueiros gostam disto: